corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br

Eu Existo Parnamirim

 

Após de ser lançado oficialmente na sessão plenária da manhã dessa quarta-feira, no Tribunal de Justiça, e em uma audiência pública na Assembleia Legislativa no período da tarde, a Corregedoria Geral de Justiça fez o lançamento da Campanha “Eu existo”, na noite da quarta-feira (23), na Câmara Municipal de Parnamirim.

O projeto é uma iniciativa da Corregedoria Geral de Justiça dentro das atividades da IV Semana Estadual da Adoção, em parceria com a Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça (CEIJ/RN) e objetivo é chamar a atenção da população para a importância da adoção em nossa sociedade, bem como mostrar a realidade de nossas crianças e adolescentes. Para tanto, além de palestras e explanações sobre a temática, está sendo exibido um vídeo produzido pela Secretaria de Comunicação Social do TJ sobre o assunto e disponibilizado no site do Tribunal de Justiça.

Em Parnamirim, a vereadora Vandilma Maria de Oliveira, que presidiu a sessão e estava acompanhada das vereadoras Nilda Cruz e Fativam Alves, disse que a indicação da apresentação do projeto na Câmara Municipal de Parnamirim foi aprovado porque a Casa Legislativa o considera de extrema importância. “Eu considero a adoção de uma criança um ato de amor fundamental de quem está acolhendo e de quem está chegando”, afirmou, enaltecendo que aquele era um momento ímpar para o município.

Eu Existo Parnamirim1

 

A desembargadora Zeneide Bezerra destacou o viés social do Tribunal de Justiça potiguar em ações que aproximam o Judiciário dos problemas da sociedade e que a Corregedoria Geral de Justiça também passou a ter também esse papel e, com isso e preocupada com a questão da adoção, criou o projeto “Eu Existo”, através de um Provimento publicado em 13 de março de 2018, com a preocupação de levar para as pessoas um momento de reflexão para se adotar pelo coração e não pelos aspectos físicos da pessoa a ser adotada.

“Nós temos que mudar o perfil das pessoas que querem adotar. Adotem! Vão nos abrigos! E pensando nas pessoas que não podem ir nos abrigos é que nós lançamos esse projeto, para que qualquer pessoa, em qualquer lugar do planeta, possa conhecer esses meninos e meninas, que apenas querem uma família e só querem amor. Esse é a palavra mais ouvida deles hoje”, revelou.

Experiência pessoal

Cláudio Medeiros, vice-presidente da Associação Nacional dos Grupo de Apoio à Adoção, fez a apresentação do projeto “Eu Existo”. Ele contou um testemunho pessoal sobre um caso de adoção que o marcou, fato acontecido na cidade de Fortaleza e que terminou em uma adoção bem sucedida. Ele falou da importância das crianças que querem ser adotadas serem vistas e que o segredo de justiça no processos atrapalham a adoção, uma luta constante dos grupos de adoção.

Ele, que é pai também por adoção, falou dos trabalhos dos grupos de adoção pelo Estado do RN e pelo país e explicou porque o dia 25 de Maio foi escolhido como o Dia Nacional da Adoção. Sugeriu mudança no estatuto dos servidores do Estado e de Parnamirim para beneficiar os pais adotantes quanto à licença maternidade.

“Eu sou adepto da teoria de que nós existimos para amar. Todos nós temos uma finalidade e esta finalidade maior é o amor. (…) Essas crianças sempre falam em amor. Las sempre querem uma família. É o desejo de família!”, comentou. Disse que a grande sacada do “Eu Existo” é que se as pessoas não podem visitar as instituições de acolhimento estas instituições podem lhes visitar. “Esse é o aspecto inovador, é a grande conquista desse projeto que é o 'Eu Existo'”, elogiou.

Eu Existo Parnamirim2

 

Realidade local

A juíza Ilná Rosado, diretora do Fórum de Parnamirim, falou da importância do projeto e esclareceu que a Comarca de Parnamirim dispõe de duas unidades de acolhimento, uma só para crianças e outra só para adolescentes. Ela revelou na cidade tem apenas um adolescente de 14 anos que já passou por cinco tentativas de integração à uma família substituta, todas elas sem êxito. Mas afirmou que ele será inserido no projeto “Eu Existo” e que fará um trabalho efetivo em relação a ele.

Ela destacou o engajamento de toda a sociedade ao projeto. “É uma felicidade muito grande ver esta parceria da Justiça com o Município de Parnamirim para que a gente possa ter esse apoio, tendo êxito e divulgando as nossas ações, porque a gente às vezes encontra algumas dificuldades, principalmente na questão da adoção tardia dos adolescentes”, comentou, revelando que a comarca faz vários eventos de conscientização pela necessidade de se abrir a mente e o coração para a possibilidade de adotar pessoas de mais idade.

Fátima Soares, juíza corregedora auxiliar falou sobre o objetivo do projeto. “Com esse trabalho, com certeza, essas crianças que estão no anonimato vão ter a chance de que uma família possa ser tocada pelo amor. (…) Eu tenho certeza que esse lançamento aqui em Parnamirim vai tomar a direção do trampolim da vitória que é o símbolo da nossa cidade”, comentou, parabenizando ainda a juíza Ilná Rosado pela pelo trabalho desenvolvido na Comarca.

Fonte: Site TJRN

Scroll to top