corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br

pje211

 

O Tribunal de Justiça do RN realiza nesta segunda-feira (29), às 9h, o lançamento oficial da versão 2.1 do sistema PJe no Poder Judiciário do Rio Grande do Norte. A nova versão foi construída para entregar um sistema mais prático, mais rápido e com uma melhor experiência para o usuário.

Para que os usuários possam conhecer e se adaptar às mudanças de layout e de algumas funcionalidades da nova versão, o TJRN está disponibilizando 20 vídeos tutoriais e uma série de cartilhas sobre a utilização do sistema. Foram desenvolvidas cartilhas para diferentes perfis (advogados, órgãos externos, magistrados, oficiais de justiça, redação judiciária), além de um material completo destinado a servidores e magistrados. Também foi desenvolvida uma área de Perguntas Frequentes relativas à versão 2.1 do PJe.

Desde 2018, o PJe é utilizado em todas as comarcas do Rio Grande do Norte. O sistema, criado e gerido pelo Conselho Nacional de Justiça, está em constante evolução. O TJRN iniciou sua utilização no ano de 2013, com a versão 1.4, e hoje utiliza a versão 1.7. Atualmente são mais de 1,3 milhão de processos em tramitação e 20 mil advogados cadastrados no Processo Judicial Eletrônico da Justiça potiguar.

Suspensão dos prazos

Ponto de destaque é que o TJRN e a Corregedoria Geral de Justiça definiram a suspensão dos prazos processuais, no período de 29 de julho a 7 de agosto, nos feitos de 1º e 2º Graus que tramitem no PJe. O objetivo é proporcionar tempo aos usuários para que eles conheçam e utilizem a nova versão do PJe durante o período da suspensão. Veja AQUI a Portaria Conjunta.

Outra mudança é em relação aos endereços de acesso ao PJe, os quais serão alterados a partir da próxima segunda-feira (29), conforme abaixo:

PJe de Primeiro Grau:  https://pje1g.tjrn.jus.br/pje

PJe de Segundo Grau:  https://pje2g.tjrn.jus.br/pje

Indisponibilidade

Em razão da necessidade de preparar e realizar os procedimentos técnicos necessários à evolução do sistema PJe para a versão 2.1, a Secretaria de Tecnologia da Informação (Setic) informou que o sistema PJe estará indisponível durante o período compreendido entre o dia 27 de julho (sábado) até a manhã do dia 29 (segunda-feira), tanto para usuários internos quanto externos.

Novidades

O secretário Gerânio Gomes, titular da Setic, ressalta que a versão 2.1 traz muitas novidades, recursos e vantagens. “A primeira delas é a questão da performance, o sistema vai ficar mais rápido devido à sua arquitetura e recursos específicos inovadores diretamente no próprio sistema”.

Ele explica que o novo PJe foi construído dividido por módulos do que já funciona atualmente é o que será implantado no futuro (Cível, Infância e Juventude, Criminal, Gravação de Audiências, precatórios, etc..), os quais são processadas de forma separada, tornando mais ágil a performance para o usuário. “Hoje o sistema é processado em uma única base de hospedagem, é um sistema mais robusto, trazendo eventualmente grande lentidão para o acesso”.

Outra vantagem dessa arquitetura independente é que se houver alguma queda, apenas o módulo específico será atingido e não todo o sistema, como ocorre atualmente. Ou seja, o acesso da maior parte dos usuários será preservado.

Gerânio Gomes também destaca que o usuário não vai depender mais do Java para conseguir rodar o PJe, o que é uma dificuldade na versão atual, pois há a necessidade do programa instalado na máquina com versão compatível com a requerida pelo sistema. “Na nova versão, há um aplicativo próprio que dispensa o uso do Java. Com isso haverá menor necessidade de suporte técnico e há garantia do acesso pelos advogados, além de possibilitar a acessibilidade a outras arquiteturas e sistemas operacionais que não o Windows”.

O secretário de Tecnologia da Informação explica ainda que a Setic realizou todo um trabalho de gerenciamento de infraestrutura o que vai facilitar a administração do sistema e a descoberta de problemas, também contribuindo para a melhoria de performance do PJe 2.1.

Por fim, a grande novidade da nova versão é a chegada do módulo criminal, permitindo o uso do processo eletrônico pelas varas criminais. Inicialmente, o PJe criminal será implantado de forma piloto nas Varas de Violência Doméstica de Natal, Mossoró e Parnamirim, no dia 30 de setembro. Em 18 de novembro, o módulo deverá ser expandido para todas as varas criminais de todo o estado, com exceção das varas especializadas criminais em Natal, Parnamirim e Mossoró, que receberão o sistema eletrônico no início de 2020. “Vamos cumprir com bastante folga a meta do CNJ, que recomenda a implantação do módulo criminal em 10% das unidades no ano de 2019”.

Saiba mais

O novo PJe traz ainda melhorias e novas funcionalidades, como um layout mais moderno, mais leve, buscando melhorar a experiência do usuário durante a utilização.

A versão 2.1 trará um novo painel do usuário, com as informações disponibilizadas de forma mais fácil na tela. Os autos digitais também estão com uma navegação melhor, apresentando logo o último documento disponível do processo, além de uma linha do tempo com a identificação do autor de cada ato processual, uma mudança significativa no dia a dia do usuário.

Informações como partes do processo e outros detalhes permanentes só serão apresentadas se o usuário quiser esse detalhamento, diferente da versão atual, onde são informações iniciais.

O novo PJe trará também um novo editor de texto, com uma compatibilidade maior com outros editores, melhorando assim o transporte de informações.

Fonte: site do TJRN.

Scroll to top