corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br

slide bits5

A Comarca de Parelhas digitalizou todo o seu acervo de processos físicos criminais, após um esforço concentrado de servidores, terceirizados e estagiários realizado ao longo de três meses. Ao todo, foram digitalizados 300 feitos. A comarca já havia digitalizado seus processos físicos da área cível.

"O processo de digitalização promovido na Comarca de Parelhas representou grande avanço, com redução de custos, simplificação do acesso e ganho em celeridade processual", avaliou o magistrado Silmar Lima, coordenador da iniciativa ao lado do juiz Adriano da Silva Araújo.

De acordo com informações da secretária, dez servidores participaram da força-tarefa, por meio, da organização dos arquivos em pen drive, cuja migração efetiva para o sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe) foi realizada pelo chefe de secretaria José Guto Dias, como forma de uniformizar todo o procedimento.

“Digitalizamos e migramos uma média de 300 processos entre os criminais da Justiça Comum (incluindo os processos suspensos) e os do Juizado Especial Criminal. Excetuaram-se apenas os processos que já possuíam sentença. Estes estão sendo priorizados para serem arquivados fisicamente”, complementa Guto Dias.

Fonte: TJRN/SECOMS

Scroll to top