corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br

O Corregedor Geral da Justiça – Des. Vivaldo Pinheiro e a Juíza Corregedora Auxiliar – Patrícia Gondim, com o auxílio dos técnicos da SETIC, Jânio Siqueira e Kleber Moura, receberam na manhã do dia 10 de outubro, o Presidente da ANOREG/RN – Francisco de Araújo Fernandes, o Diretor de Tecnologia da ANOREG/BR – Ary José de Lima, para conhecerem o Sistema Integra Brasil, que foi demonstrado pelo Especialista na área de informática – Fábio Martins, que o desenvolvera, inicialmente, para atender a demanda da 2ª Zona de Registro de Imóveis de Santos-SP, da qual aquele diretor é o Titular, e que está sendo ofertado gratuitamente, para ser instalado nos Estados da Federação, conforme o desejo dos Tribunais de Justiça e das respectivas Corregedorias.

 

O Sistema Integra Brasil permite o intercâmbio de informações entre as serventias extrajudiciais e Órgãos do Poder Judiciário, conectados por um Portal Institucional, acessível via internet, visando à prestação de serviços, tais como: registro de penhoras, solicitação de certidões, envio de mandados judiciais, ofícios e consultas diversas, tudo realizado por meio eletrônico (on line), com o fim de proporcionar o acesso a informações e a prestação de serviços, além de possibilitar um Sistema de pesquisa para realização de consultas integralizadas através do acesso a um único sistema de informações, em tempo real e de forma precisa, preservando o controle da base de dados de cada Serviço Notarial e de Registro.

 

Ressalte-se que, inicialmente o Sistema Integra Brasil poderá ser disponibilizado ao Poder Judiciário e aos Cartórios e, em seguida, para a sociedade, permitindo, por exemplo, a solicitação de certidões, poderá em seguida ser aberto à sociedade, permitindo, por exemplo, a solicitação de certidões, eletronicamente ou manualmente, conforme desejo do utente do serviço, atendendo a todos os quesitos de segurança, eficiência, auditabilidade e valibilidade técnica e econômica e a economicidade, pois reduz os custos e o tempo gasto no procedimento cartorário, ao dispensar a expedição de ofícios e mandados judiciais.

 

O primeiro Estado da Federação a instalar o Sistema Integra Brasil foi Sergipe, onde já funciona há quase um ano, disciplinado por sua Corregedoria, mediante o Provimento da CGJ n° 07/2012.

 

Scroll to top