corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br
corregedoria.tjrn.jus.br

 

Tendo em vista, trazer mais agilidade, segurança e efetividade aos processos que tratam de relações de consumo e cobranças de dívidas judiciais, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Serasa Experian lançaram o sistema SerasaJud. O sistema já esta à disposição para todas as cortes do Brasil e a sua aplicação substituirá uma infinidade de trâmites em papel por ofícios eletrônicos com segurança garantida por certificação digital.

Além de otimizar o trabalho dos magistrados quanto às demandas remetidas à Serasa, como as ordens judiciais para retirada do nome dos cidadãos do cadastro de inadimplentes em razão de registros indevidos; o SerasaJud permitirá a inclusão - por meio de decisão judicial -  do nome de devedores como meio de coerção para quitação de débito.  Essa funcionalidade acolhe regra do novo Código de Processo Civil, que no parágrafo terceiro do Artigo 782m determina que “a requerimento da parte, o juiz pode determinar a inclusão do nome do executado em cadastros de inadimplentes”. 

O SerasaJud que atualmente funciona no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro - com 100% de trâmites on-line - e está em fase experimental no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, se assemelha aos sistemas InfoJud, BacenJud e RenaJud que buscam agilizar e organizar a tramitação de ofícios com a substituição de papel por meio. 

 

Scroll to top